Cadeira 47 (Efetiva) - Membro da APC desde 2020

Patrícia Maria Guedes Paiva

Áreas: Bioquímica de macromoléculas

Link recomendado:  Currículo Lattes
Nasceu na cidade de Natal, Rio Grande do Norte, em 02 de maio de 1963. Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1984), Mestre em Bioquímica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, 1990) e Doutora em Ciências Biológicas (Biologia Molecular) pela Universidade Federal de São Paulo (1998). Docente (Professor Titular) do Departamento de Bioquímica da UFPE desde 1992, coordena disciplinas, ministra aulas em cursos de graduação e pós-graduação, supervisiona pós-doutores e orienta alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado. É Pesquisadora do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CNPq), líder do grupo de pesquisa Bioatividades de lectinas e inibidores de proteases, coordenadora de projetos, inventora em pedidos de patentes, palestrante em eventos científicos e autora de artigos e capítulos de livros publicados por editoras nacionais e estrangeiras. É assessora científica da área de ciências biológicas da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco e do Programa de Iniciação Científica da UFPE. É parecerista ad hoc do CNPq, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul e de periódicos de circulação internacional. É membro da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq), da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e do Núcleo de Bioprospecção da Caatinga do Instituto Nacional do Semiárido. Foi coordenadora (2011-2016) e vice coordenadora (1999-2002 e 2005-2008) do Programa de Pós-graduação em Bioquímica e Fisiologia da UFPE e Chefe do Departamento de Bioquímica (2018-2020). Contribuiu para a formação de grupos de pesquisa sediados em vários estados brasileiros, realizou missões científicas nacionais e internacionais e recebeu prêmios da SBBq, Federação de Sociedades de Biologia Experimental, Sociedade Espanhola de Biotecnologia/Sociedade Portuguesa de Biotecnologia e do Ministério do Meio Ambiente/Brasil.

Patrono

Enio Lustosa Cantarelli

Nasceu em Belém de São Francisco, Pernambuco, em 1947. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1971 recebendo a láurea acadêmica e foi médico residente no Hospital dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro, entre os anos de 1972 e 1973. Em 1974 começou a exercer a medicina no Hospital dos Servidores do Estado e no Hospital Oswaldo Cruz. Em 1975, iniciou a atuação como professor no Hospital Oswaldo Cruz, sendo paraninfo de sete turmas e foi Diretor do referido hospital no período de 1993 a 2001. Em 1976 fundou, juntamente com outros médicos, o Unicordis Urgências Cardiológicas e foi o idealizador do Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape), Hospital-ensino de referência para o tratamento de doenças cardíacas, cardiologia clínica e cirúrgica inaugurado em 2006. Médico dedicado, continuou a exercer suas atividades no Procape após a aposentadoria. Publicou artigos e apresentou trabalhos em congressos científicos nos temas hipertensão, arritmia e infarto do miocárdio. Foi Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia por duas vezes e conselheiro do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). Ocupou a 19ª cadeira da Academia Pernambucana de Medicina e recebeu homenagens incluindo a Medalha de São Lucas, concedida no ano 2000 pelas entidades médicas Cremepe, Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e Associação Médica de Pernambuco (Ampe), a Medalha do Mérito de José Mariano concedida pela Câmara dos Deputados em 2007 e o Título de Professor Emérito da UPE em 2008. Morreu no Recife, em 01 de maio de 2020. Devido a importante atuação na medicina pernambucana, em 27 de julho de 2020, foi sancionada a LEI Nº 18.743/2020 que denomina de Dr. Enio Lustosa Cantarelli o complexo médico que reúne o Procape, o Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros e o Hospital Osvaldo Cruz e em 11 de agosto de 2020, a LEI Nº 17.011 que o declara como Patrono da Cardiologia Pernambucana.